Barroso Notícias  ver
 

 XXXII CONGRESSO MEDICINA POPULAR - VILAR DE PERDIZES -  19/8/2018

 Hábitos que o Padre Fontes não dispensa - YouTube -  15/2/2016

 Descobertos frescos na igreja de Soutelinho da raia -  10/4/2014

 XXVI natal de cantadores e concertinas -  11/12/2013

 CEIA DAS BRUXAS ENCANTADAS HOTEL RURAL Sª DOS REMÉDIOS -  12/11/2008

 
Destaques  ver
 

 

 31 NATAL DE CANTADORES DE DESAFIO E CONCERTINAS

 O 31 natal de cantores de desafio e concertinas foi adiado para o primeiro sábado do ano dia 6/1/2018 na capela de Balte

 

 SERÃO EM CHAVES

 A lenda Maria Mantela, foi representada pelo TEF em Chaves, dia 6 de dezembro.

 

 'SEXTA 13' / NOITE DAS BRUXAS

 Em Fevereiro inicia-se a primeira de três 'Sexta 13' agendadas para 2015. O maior espetáculo de rua realizado em Portuga

 

 VILAR DE PEERDIZES COM TURISMO RURAL

 Visite esta aldeia histórica.

 

 FONTES DA MIJARETA TURISMO RURAL ABRIU

 A VILA DE MONTALEGRE,ESTÁ A SER ENRIQUECIDA COM A ABERTURA AO PUBLICO E AO TURISMO COM UM DOS ESPACOS MAIS SEDUTORES QU

 

 ESPAÇO PADRE FONTES

 Inaugurado a 9 de Junho,o Núcleo-sede do Ecomuseu de Barroso "Espaço Padre Fontes" foi uma decisão da Câmara de Montal

 

 COMO CHEGAR AO HOTEL EM MOURILHE

 PROGRAME O GPS - 41º 50' 12.80'' N 7º 50' 37.75'' W PARA CHAVES, VILAR DE PERDIZES, MOURILHE.

MONUMENTOS

  No cimo de vila de Tourém encontra-se uma linda igreja românica (Sec XII), acrescentada várias vezes sobre o comprido, a última vez em 1737, pelo abade Caetano Teixeira de Bragança, que também construiu a residência paroquial ao lado, onde está no pátio uma sepultura antropomórfica. O calvário (14 cruzes) foi mudado para o caminho da igreja. A CASA DA AUDIÊNCIA (DO POVO) FOI VENDIDA. No Bairro do Outeiro está a capela de Senhora do Rosário, com um altar do Sec. XVIII, e Santana sentada a ensinar a ler Maria. No Bairro das Lages está a capela de S. Miguel (e o Demo), particular (XVIII). Veja relógios de Sol (granito) em várias esquinas de casas, que regulavam as horas de rega colectiva. Não deixe de visitar a capela de S. Lourenço, (VIII) situada sobre a fronteira com Calvos de Randim, com o escudo Portugues em pedra no altar, a marcar a forte lusitanidade aqui vivida. No outro ângulo da fronteira estaria outra capela com o nome do mártir S. Estevão. Ao centro da aldeia está o forno do povo, que desafia os séculos, com seus 3 arcos e contrafortes. Mais abaixo está a nova casa do povo, posto médico, relógio de torre feitos com receitas da barragem sobre o Sales, (1967) pelos espanhóis. Casas de arquitectura nobre são as dos Braganças, com seteiras em portas e janelas, pátio, varandas, tectos; as dos Mirandas, do Paulos, dos Ponteiras e a do Professor Barros com passadiço, varanda, pátio, relógio de sol e seteiras. Na rua da Botica havia a botica, farmácia que servia galegos e Portugueses. Terra de muita água, tem muitas e boas fontes, tanques, bebedouros, lavadouros, às entradas e saídas da aldeia. A sua riqueza truteira está no rio da Ponte pequena, e na ponte grande submersa, substituída pela nova ponte a ligar com a veiga onde no Inverno nevado pasta a riqueza desta aldeia a pecuária. Nas suas ruas pela manhã saem para o monte e à noite regressam manadas de gordas e lindas vacas, que enchem as ruas e impedem o trânsito aos muitos galegos que em fins de semana passeiam, a rua central, pelos muitos comércios abertos.

«-voltar